Controller e Tax

Escolha o objetivo que melhor ilustra sua prioridade, e vamos lhe dizer
exatamente como podemos lhe ajudar:

Controller e Tax

Escolha o objetivo que melhor ilustra sua prioridade, e vamos lhe dizer exatamente como podemos lhe ajudar:

Quero aumentar o EBITDA

Identificar Ativos Intangíveis

Você sabia que a maior parte das empresas não controla gastos de pesquisa, desenvolvimento e inovação em ativo intangível? Desta forma, atividades como desenvolvimento de softwares, desenvolvimento de produtos e protótipos inovadores são registrados diretamente como despesas usuais em resultado, onerando indevidamente o negócio e impactando na redução corrente do EBITDA com um investimento que claramente está ligado a exercícios futuros.

Efeitos Negativos de Não Registrar Ativo Intangível

1.      Reduzir EBITDA e Lucro

2.      Ignorar o controle de investimentos que vão impactar o resultado de exercícios seguintes

3.      Ignorar o valor de face desses investimentos, útil em caso de spin-off, venda ou mero controle de investimentos em pesquisa, desenvolvimento e inovação para os acionistas

4.      Piores indicadores financeiros é sinônimo de pior perfil para crédito

 

Efeitos Positivos de Registrar Ativo Intangível

 

1.      Aumento EBITDA e Lucro

2.      Mensura o valor de investimentos que impactarão exercícios futuros, com o correto monitoramento de payback;

3.      Mensura o valor de uma nova tecnologia ou produto, que por si pode ser objeto de uma transação específica (venda, spin-off),

4.      Melhores indicadores financeiros é sinônimo de melhor perfil para crédito

 

No que o GT Group pode ajudar?

 

  • Levantar iniciativas e investimentos de anos anteriores em softwares, produtos e iniciativas de inovação que mereçam ser destacadas no balanço via Ativo Intangível
  • Laudo para fins de lançamento contábil destas iniciativas em Ativo Intangível
  • Proposta de tempo de amortização
  • Incentivo fiscal dos investimentos subsequentes que sejam apropriados em Ativo Intangível (opcional)

Revisão Fiscal com robôs

A busca de créditos fiscais através de algoritmos de IA, como os utilizados pelo GT Group, tem se tornado um dos caminhos mais ágeis para a geração de receitas extemporâneas dos diversos grupos empresariais.

10 minutos, esse é o tempo necessário que você e seu time precisam se dedicar para nos dar suporte. Com nosso manual e o passo a passo para você nos gerar uma procuração eletrônica, fazemos o download de suas declarações e nossos consultores e algoritmos se encarregam do resto, com milhares de cruzamentos e testes em busca de créditos fiscais.

Mesmo com clientes auditados pelas Big 4, nossa performance em identificar créditos fiscais beira 100% de aproveitamento dado o grau de especialização e riqueza de nossa base de oportunidades.

Esta é mais uma vertical que contribui para a geração de resultado e, portanto, com o aumento de EBITDA empresarial, o que pode ser pontualmente potencializado com a adoção de algumas teses judiciais, como as que discutem.

Contencioso de Oportunidades Fiscais

Nos últimos anos, algumas teses judiciais que questionam as bases de cálculo de determinados tributos tiveram precedentes favoráveis nos tribunais superiores.

Há pelo menos 3 teses judiciais que se encaixam num patamar de “must have”. É importantíssimo aderi-las sob pena de sua empresa ter uma desvantagem competitiva em relação às empresas que as possuem. Ademais, há um claro potencial de aumentar substancialmente o EBITDA através da redução de tributos.

Aumentar o Lucro Líquido

Capturar Incentivos Fiscais para Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação

Lei do Bem e Lei de Informática são os principais incentivos no Brasil a atividades de pesquisa, desenvolvimento e inovação.

Toda empresa industrial, de comércio ou serviços possui profissionais dedicados a melhorar sua eficiência ou de pensar no futuro dos negócios visando sua diversificação e aumento de competitividade no mercado, o que ocorre tanto com o refletir e estudar formas de melhorar a forma de produzir ou entregar o serviço, ou mesmo incrementar características, funcionalidades ao produto previamente trabalhado pela empresa, quiçá estudar novas aplicações para o mesmo, ou até mesmo em menor escala a tão rara inovação disruptiva, que é um oásis por poucos alcançada.

O que muitas empresas desprezam, é que o gasto realizado para sustentar todas estas atividades, das meramente incrementais às mais disruptivas, podem oferecer um “cashback” sob a forma de incentivos fiscais, como as aludidas Lei do Bem e Lei de Informática.

Se sua empresa é adepta do regime fiscal de lucro real, saiba que a Lei do Bem é um tradicional mecanismo de recuperação entre 20% e 45% dos gastos realizados com as tentativas de aprimorar ou inovar em processos, produtos e serviços.

Saiba mais (link p/ recuperar gastos de PDI – área de Lei do Bem)

Já a Lei de Informática é um incentivo para indústrias de máquinas, equipamentos e componentes com circuitos, ecrãs digitais, placas e hardwares integrados nacionalmente, e neste caso empresas do Lucro Presumido ou Real podem aderir igualmente.

Entre as vantagens, pode-se recuperar via créditos fiscais mais de duas vezes os investimentos em P&D, que aliás são uma contrapartida obrigatória exigida pelo Governo, e que naturalmente já ocorrem no dia a dia dessas empresas.

Identificar Potenciais Ativos Intangíveis

Você sabia que a maior parte das empresas não controla gastos de pesquisa, desenvolvimento e inovação em ativo intangível? Desta forma, atividades como desenvolvimento de sistemas, desenvolvimento de produtos e protótipos inovadores são registrados diretamente como despesas usuais em resultado, onerando o negócio e impactando na redução indevida do lucro com um investimento que claramente está ligado a exercícios futuros.

 

Efeitos Negativos de Não Registrar Ativo Intangível

1.      Reduzir EBITDA e Lucro

2.      Ignorar o controle de investimentos que vão impactar o resultado de exercícios seguintes

3.      Ignorar o valor de face desses investimentos, útil em caso de spin-off, venda ou mero controle de investimentos em pesquisa, desenvolvimento e inovação para os acionistas

4.      Piores indicadores financeiros é sinônimo de pior perfil para crédito

 

Efeitos Positivos de Registrar Ativo Intangível

 

1.      Aumento EBITDA e Lucro

2.      Mensura o valor de investimentos que impactarão exercícios futuros, com o correto monitoramento de payback;

3.      Mensura o valor de uma nova tecnologia ou produto, que por si pode ser objeto de uma transação específica (venda, spin-off),

4.      Melhores indicadores financeiros é sinônimo de melhor perfil para crédito

 

No que o GT Group pode ajudar?

 

  • Levantar iniciativas e investimentos de anos anteriores em softwares, produtos e iniciativas de inovação que mereçam ser destacadas no balanço via Ativo Intangível
  • Laudo para fins de lançamento contábil destas iniciativas em Ativo Intangível
  • Proposta de tempo de amortização
  • Incentivo fiscal dos investimentos subsequentes que sejam apropriados em Ativo Intangível (opcional)

Revisão Fiscal com robôs

A busca de créditos fiscais através de algoritmos de IA, como os utilizados pelo GT Group, tem se tornado um dos caminhos mais ágeis para a geração de receitas extemporâneas dos diversos grupos empresariais, e por consequente aumento do lucro do período.

10 minutos, esse é o tempo necessário que você e seu time precisam se dedicar para nos dar suporte. Com nosso manual e o passo a passo para você nos gerar uma procuração eletrônica, fazemos o download de suas declarações e nossos consultores e algoritmos se encarregam do resto, com milhares de cruzamentos e testes em busca de créditos fiscais.

Mesmo com clientes auditados pelas Big 4, nossa performance em identificar créditos fiscais beira 100% de aproveitamento dado o grau de especialização e riqueza de nossa base de oportunidades.

Esta é mais uma vertical que contribui para a geração de resultado e, portanto, com o aumento de lucro empresarial, o que pode ser pontualmente potencializado com a adoção de algumas teses judiciais, para o que sugerimos a leitura do tópico Contencioso de Oportunidades Fiscais.

Contencioso de Oportunidades Fiscais

Nos últimos anos, algumas teses judiciais que questionam as bases de cálculo de determinados tributos tiveram precedentes favoráveis nos tribunais superiores.

Há pelo menos 3 teses judiciais que se encaixam num patamar de “must have”. É importantíssimo aderi-las sob pena de sua empresa ter uma desvantagem competitiva em relação às empresas que as possuem. Ademais, há um claro potencial de aumentar substancialmente o EBITDA através da redução de tributos.

QUERO GERAR CAIXA

Capturar Incentivos Fiscais para Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação

Lei do Bem e Lei de Informática são os principais incentivos no Brasil a atividades de pesquisa, desenvolvimento e inovação.

Toda empresa industrial, de comércio ou serviços possui profissionais dedicados a melhorar sua eficiência ou de pensar no futuro dos negócios visando sua diversificação e aumento de competitividade no mercado, o que ocorre tanto com o refletir e estudar formas de melhorar a forma de produzir ou entregar o serviço, ou mesmo incrementar características, funcionalidades ao produto previamente trabalhado pela empresa, quiçá estudar novas aplicações para o mesmo, ou até mesmo em menor escala a tão rara inovação disruptiva, que é um oásis por poucos alcançada.

O que muitas empresas desprezam, é que o gasto realizado para sustentar todas estas atividades, das meramente incrementais às mais disruptivas, podem oferecer um “cashback” sob a forma de incentivos fiscais, como as aludidas Lei do Bem e Lei de Informática.

Se sua empresa é adepta do regime fiscal de lucro real, saiba que a Lei do Bem é um tradicional mecanismo de recuperação entre 20% e 45% dos gastos realizados com as tentativas de aprimorar ou inovar em processos, produtos e serviços, e este retorno reflete diretamente no indicador caixa.

Já a Lei de Informática é um incentivo para indústrias de máquinas, equipamentos e componentes com circuitos, ecrãs digitais, placas e hardwares integrados nacionalmente, e neste caso tanto empresas do Lucro Presumido ou Real podem aderir igualmente.

Entre as vantagens, pode-se recuperar via créditos fiscais mais de duas vezes os investimentos em P&D, que aliás são uma contrapartida obrigatória exigida pelo Governo, e que naturalmente já ocorrem no dia a dia dessas empresas. O potencial de geração de caixa beira 10% do faturamento de um item incentivado.

Revisão Fiscal com robôs

A busca de créditos fiscais através de algoritmos de IA, como os utilizados pelo GT Group, tem se tornado um dos caminhos mais ágeis para a geração de receitas extemporâneas dos diversos grupos empresariais, e por consequente aumento do lucro do período.

10 minutos, esse é o tempo necessário que você e seu time precisam se dedicar para nos dar suporte. Com nosso manual e o passo a passo para você nos gerar uma procuração eletrônica, fazemos o download de suas declarações e nossos consultores e algoritmos se encarregam do resto, com milhares de cruzamentos e testes em busca de créditos fiscais.

Mesmo com clientes auditados pelas Big 4, nossa performance em identificar créditos fiscais beira 100% de aproveitamento dado o grau de especialização e riqueza de nossa base de oportunidades.

Esta é mais uma vertical que contribui para a geração de caixa imediato com resultados a partir de 30 dias da contratação. Outra frente potencialmente geradora de Caixa é o Contencioso de Oportunidades Fiscais.

Contencioso de Oportunidades Fiscais

Nos últimos anos, algumas teses judiciais que questionam as bases de cálculo de determinados tributos tiveram precedentes favoráveis nos tribunais superiores.

Há pelo menos 3 teses judiciais que se encaixam num patamar de “must have”. É importantíssimo  aderi-las sob pena de sua empresa ter uma desvantagem competitiva em relação às empresas que as possuem. Ademais, há um claro potencial de aumentar substancialmente o lucro através da redução de tributos.

Captação de Recursos

Fora do mercado de crédito bancário tradicional existe ainda hoje um complexo e desconhecido cenário de instituições governamentais sob a órbita de influência da União, Estados e Municípios, que desembolsam bilhões de reais todos os anos para iniciativas ligadas ao contexto de pesquisa, desenvolvimento e inovação. O mais célebre destes órgãos é a FINEP (Financiadora de Estudos e Projetos), cuja ilustração abaixo dá a dimensão das atividades por ela suportadas, muitas vezes chegando a financiar até 90%.

Sejam reembolsáveis a juros atrativos, portanto abaixo da média de mercado, sejam a fundo perdido, existem dezenas de mecanismos aos quais uma empresa pode recorrer para preservar seu caixa e compartilhar com o agente público o custeio das atividades de pesquisa, desenvolvimento e inovação.

Uma consultoria experimentada na estruturação de projetos de financiamento, como o GT Group, é a chave para minimizar o real risco de negativas dos órgãos financiadores, criteriosos no cumprimento da extensa relação dos requisitos de elegibilidade.

QUERO ECONOMIA EM TAX

Capturar Incentivos Fiscais para Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação

Lei do Bem e Lei de Informática são os principais incentivos no Brasil a atividades de pesquisa, desenvolvimento e inovação.

Toda empresa industrial, de comércio ou serviços possui profissionais dedicados a melhorar sua eficiência ou de pensar no futuro dos negócios visando sua diversificação e aumento de competitividade no mercado, o que ocorre tanto com o refletir e estudar formas de melhorar a forma de produzir ou entregar o serviço, ou mesmo incrementar características, funcionalidades ao produto previamente trabalhado pela empresa, quiçá estudar novas aplicações para o mesmo, ou até mesmo em menor escala a tão rara inovação disruptiva, que é um oásis por poucos alcançada.

O que muitas empresas desprezam, é que o gasto realizado para sustentar todas estas atividades, das meramente incrementais às mais disruptivas, podem oferecer um “cashback” sob a forma de incentivos fiscais, como as aludidas Lei do Bem e Lei de Informática.

Se sua empresa é adepta do regime fiscal de lucro real, saiba que a Lei do Bem é um tradicional mecanismo de recuperação entre 20% e 45% dos gastos realizados com as tentativas de aprimorar ou inovar em processos, produtos e serviços.

Saiba mais

Já a Lei de Informática é um incentivo para indústrias de máquinas, equipamentos e componentes com circuitos, ecrãs digitais, placas e hardwares integrados nacionalmente, e neste caso empresas do Lucro Presumido ou Real podem aderir igualmente.

Entre as vantagens, pode-se recuperar via créditos fiscais mais de duas vezes os investimentos em P&D, que aliás são uma contrapartida obrigatória exigida pelo Governo, e que naturalmente já ocorrem no dia a dia dessas empresas.

Revisão Fiscal com robôs

A busca de créditos fiscais através de algoritmos de IA, como os utilizados pelo GT Group, tem se tornado um dos caminhos mais ágeis para a geração de receitas extemporâneas dos diversos grupos empresariais.

10 minutos, esse é o tempo necessário que você e seu time precisam se dedicar para nos dar suporte. Com nosso manual e o passo a passo para você nos gerar uma procuração eletrônica, fazemos o download de suas declarações e nossos consultores e algoritmos se encarregam do resto, com milhares de cruzamentos e testes em busca de créditos fiscais.

Mesmo com clientes auditados pelas Big 4, nossa performance em identificar créditos fiscais beira 100% de aproveitamento dado o grau de especialização e riqueza de nossa base de oportunidades.

Esta é mais uma vertical que contribui para a geração de resultado e, portanto, com o aumento de EBITDA empresarial, o que pode ser pontualmente potencializado com a adoção de algumas teses judiciais, como as que discutem.

Contencioso de Oportunidades Fiscais

Nos últimos anos, algumas teses judiciais que questionam as bases de cálculo de determinados tributos tiveram precedentes favoráveis nos tribunais superiores.

Há pelo menos 3 teses judiciais que se encaixam num patamar de “must have”. É importantíssimo aderi-las sob pena de sua empresa ter uma desvantagem competitiva em relação às empresas que as possuem. Ademais, há um claro potencial de aumentar substancialmente o EBITDA através da redução de tributos.

Quero obrigações em Compliance

Revisão de IRPJ e CSLL

Diversos clientes do GT Group contam com serviços de auditoria externa devido ao porte de faturamento ou por opção dos acionistas.

Uma dor recorrente das empresas em geral concerne a uma revisão fiscal mais criteriosa, que impeça riscos e notificações da Receita de maneira mais diligente e especializada, o que normalmente não é o escopo das auditorias que visam aprovar as demonstrações financeiras.

Caso seja uma missão de sua área evitar notificações e glosas, controlar o saldo de créditos, impedir a prescrição de créditos fiscais, e garantir o pleno compliance das apurações, ECF, DCTF, PER/DCOMPS, este serviço com periodicidade anual pode lhe ser útil.

Revisão de PER/DCOMPS

Um dos piores transtornos para um departamento fiscal é conviver com notificações e despachos decisórios negativos ligados a PER/DCOMPS, o que absorve as atenções para contenção de danos, ou seja, manifestações de inconformidade, processos administrativos, quiçá judiciais, impedindo o Tax de pensar estrategicamente olhando para a frente.

 

Zero Notificações e CND absolutamente em dia. Se este é o seu ideal, saiba que é uma rotina natural do cliente do GT Group que realiza conosco o acompanhamento de suas PER/DCOMPS.

Revisão de Transfer Price

Se você opera com empresas do mesmo grupo econômico em operações de crédito, compra ou venda, deve ficar atento a possíveis ajustes que são legalmente compulsórios em sua apuração do Imposto de Renda e Contribuição Social. O mesmo vale para operação semelhantes com países ou jurisdições consideradas com tributação favorecida, ou seja, não raro em localidades cujo Imposto de Renda possui alíquota inferior a 20%, também denominadas de paraísos fiscais.

As regras de preços de transferência (transfer price) em princípio visam inibir o achatamento considerado indevido de lucros em território brasileiro, o que pode ser consequência da majoração de custos ou minoração de receitas, ambos de forma artificial.

Diferenciais do GT Group? Transferimos o conhecimento e o artefato de cálculo ao cliente, diminuindo nossa dependência no médio prazo.

Revisão de PIS e COFINS

Assim como ocorre com os clientes do GT Group que contam com serviços de auditoria externa devido ao porte de faturamento ou por opção dos acionistas, é preciso reforçar que também é uma dor destas companhias a necessidade de uma segunda opinião ou revisão fiscal mais criteriosa, não só que impeça riscos e notificações da Receita de maneira mais diligente e especializada, o que normalmente não é o escopo das auditorias que visam aprovar as demonstrações financeiras, como também uma atenção a eventuais controvérsias e oportunidades.

Caso seja uma missão de sua área evitar notificações e glosas, controlar o saldo de créditos, impedir a prescrição de créditos fiscais, e garantir o pleno compliance das apurações, EFD-Contribuições, DCTF, PER/DCOMPS, este serviço com periodicidade mensal, trimestral ou anual pode lhe ser útil.

BPO

Se a terceirização de suas atividades contábeis ou fiscais está em sua pauta, conte com os serviços do GT Group se o objetivo de sua contratação é ultrapassar dissabores do passado, esquecer péssimas experiências com outros prestadores, ou se sua empresa já sofreu com a perda de CND, com multas por descumprimento de obrigações, quiçá recolheu tributos em valores majorados ou indevidos.

Diferenciais?

O BPO do GT Group, para sua conveniência pode ser full-service, com profissionais contábeis, de DP (Departamento de pessoal), advogados e consultores, acompanhando as mudanças legislativas que impactam no seu negócio.

Gostaria de financiar ou buscar por incentivos fiscais para o seu projeto de PDI?
Entre em contato com a gente, os projetos podem ser analisados aqui em nosso site

Todos os direitos reservados © – 2022 – GT Group